Palácio da Bahia

O Palácio da Bahia é um palácio em Marraquexe, Marrocos, construído no final do século XIX em estilo árabe-andaluz ou marroquino. O seu nome significa "brilho". Os jardins ocupam uma área de 8 000 m² e as 150 divisões abrem-se para diversos pátios interiores.

O palácio, um dos mais impressionantes de Marraquexe, situa-se na almedina (parte antiga) da cidade, junto ao lado norte da mellah (bairro judeu). Apesar da data exata da construção ser desconhecida (algumas fontes mencionam 1866-1867), sabe-se que o arquiteto marroquino El Mekki foi contratado entre 1859 e 1873 para dirigir a construção por Si Mussa, um antigo escravo que ascendeu a camareiro-mor do sultão Mulai Hassan e depois viria a ser grão-vizir. O filho de Si Musa, Ahmed ben Musa (1841–1900) contratou o arquiteto Muhammad bin Makki para ampliar o palácio em 1894, tendo sido adicionados ao complexo uma mesquita, um hamam (balneário) e uma horta.

Ahmed ben Musa, também conhecido como Bu Ahmed, Bahmad e Bu Hmad, foi camareiro-mor e grão-vizir de Mulai Hassan, como o seu pai tinha sido. Após a morte deste em 1894 quando regressava duma expedição militar, Bou Ahmed tornou-se o regente de facto, numa espécie de golpe palaciano que passou por ocultar a morte do sultão até conseguir que o filho deste, Mulai Abdel Aziz, então com 14 anos, fosse proclamado sultão. No palácio funcionou o harém de Ahmed ben Musa, que tinha 4 esposas e 24 concubinas. O harém inclui um vasto pátio decorado com um lago e rodeado dos quartos destinados às concubinas.

A entrada para o público situa-se no lado ocidental, através de um pátio com arcadas que conduz a um pequeno riade (apartamento tradicional ou jardim interior), uma das adições de Bou Ahmed. O riad é decorado com estuque e madeira de cedro esculpidos e os seus três lados dão acesso a três salões. O salão oriental conduz à sala do conselho e daí, através de um vestíbulo com uma pintura notável no teto, alcança-se o grande pátio do palácio original de Si Musa. A sul deste pátio, encontra-se o grande riad que constituía o núcleo central do palácio de Si Musa, onde as árvores de fruto e o chilrear das aves contribui para compor o ambiente de suprema beleza idealizado pela arquitetura árabe. A ocidente e oriente do grande riad encontram-se salas ricamente decoradas com lareiras de zellij (azulejos coloridos marroquinos) e tetos de madeira pintada. A saída do palácio é feita pelo apartamento privado de construído em 1898 para a esposa de Ahmed, Lalla Zinab, onde mais uma vez se destaca o teto pintado e o estuque esculpido, além das janelas de vitral.

Apesar da beleza e opulência do edifício, à semelhança de outros palácios árabes construídos e sucessivamente ampliados sem planos de conjunto, a distribuição dos apartamentos e pátios é algo desorganizada, com um dédalo de corredores e escadarias a ligar uma série de partes de dimensões muito desiguais.

Quando Ahmed ben Musa morreu em 1900, o palácio foi palco de um autêntico pandemónio, o qual é descrito por Walter Harris, um correspondente em Marrocos do Times de Londres, que conheceu pessoalmente Ahmed. Nos dias que antecederam a morte de Ahmed, foram colocados guardas no exterior do palácio, aguardando em silêncio o acontecimento fatídico. Logo que se aperceberam que Ahmed tinha morrido ao ouvirem os prantos vindos do interior, todas as entradas foram encerradas e ninguém foi autorizado a entrar ou sair. Entretanto, no interior os escravos pilharam tudo o que puderam e as mulheres lutaram entre si pela posse das joias. Foram arrombados cofres, de onde retiraram títulos de propriedade e outros documentos; as pedras preciosas foram arrancadas e partidas para serem mais facilmente escondidas e transportadas e até assassínios houve. Alguns dias depois nada restava senão o grande edifício, tendo desaparecido tudo o resto que se encontrava no interior. A família foi expulsa e passou fome, tendo as vastas propriedades passado para a posse do Estado. «Esse era o costume do país.» Segundo outras fontes, a pilhagem do palácio foi ordenada pelo sultão Mulai Abdel Aziz, que queria para si o esplêndido mobiliário e decorações.

Durante o Protetorado Francês de Marrocos, o palácio foi a residência do "residente-geral" (administrador colonial) francês em Marraquexe durante alguns anos. Um dos ocupantes foi o general Hubert Lyautey quando era residente-geral. Atualmente também é usado pela família real marroquina quando esta está na cidade, o que geralmente ocorre durante os meses de inverno.

O palácio está na posse do Ministério dos Assuntos Culturais do Governo de Marrocos e além museu e centro cultural, serve também para receções de dignitários estrangeiros, para exposições de arte e concertos, principalmente de música árabe-andaluza.

As obras de restauro levadas a cabo no início da década de 2000 devolveram ao edifício muita da sua glória passada e estava previsto que em 2011 fossem iniciado outro programa de restauro. Uma parte do palácio pode ser visitado durante a maior parte do ano, exceto durante os períodos em que serve como residência temporária da família real, o que geralmente ocorre durante os meses de inverno.

Listado nas seguintes categorias:
Publicar um comentário
Dicas e Sugestões
Starskreem T
30 de september de 2015
Definitely worth a visit. Very well kept palace, with intricate architecture and fine painted wooden doors and ceilings. Go early to avoid tour groups
Wael Hazzazi
15 de july de 2016
Really nice place, don't miss it out. Top tourist place to visit after the Majorelle garden.
Steph W
6 de abril de 2015
Beautiful grounds and tile work. Quiet. 10 DH admission. Lots of people in the area will give you wrong directions which is frustrating. Ignore them!!
Emre Dinçer
1 de janeiro de 2018
I think this is a must see attraction in Marrakech. You can see a very good example of Moroccan architecture.
Darryl Collins
17 de october de 2019
Very interesting historical site on epic scale. The layout is very open though the signage and historical interpretation could be better. Still well worth a visit.
Adriano Machado
27 de june de 2016
Lindo palácio, com um exemplo de simplicidade e beleza inigualáveis. Não pense que você vai ver decorações com ouro: você verá poesia arquitetônica
8.7/10
Ros Orlov, Arnaud Hubain e 10 538 mais pessoas estiveram aqui
Mapa
0.2km de Derb Manchoura, Marrakesh 40000, Marrocos Obter instruções
Thu 10:00 AM–5:00 PM
Fri 9:00 AM–6:00 PM
Sat 10:00 AM–6:00 PM
Sun 9:00 AM–6:00 PM
Mon-Ter 10:00 AM–5:00 PM

Palais Bahia em Foursquare

Palácio da Bahia em Facebook

Hotéis nas imediações

Ver todos os hotéis Ver todos
Amanjena

de partida $0

Riad l'Orange Bleue

de partida $52

Riad Charik

de partida $44

Riad Johnboy

de partida $26

Riad Armelle

de partida $85

Riad Wardate Rita

de partida $52

Vistas nas proximidades recomendados

Ver todos Ver todos
Adicionar a lista de desejos
Estive aqui
Visitado
Palácio el Badi

O Palácio el Badi (em árabe: قصر البديع‎, 'palácio do incomparável'

Adicionar a lista de desejos
Estive aqui
Visitado
Túmulos saadianos

Túmulos saadianos (em árabe: ضريح السعديين; em francês: Tombeaux Saadi

Adicionar a lista de desejos
Estive aqui
Visitado
Jemaa el-Fna

Jemaa el-Fna ou Djemaa el Fna é a principal e mais célebre praça da ci

Adicionar a lista de desejos
Estive aqui
Visitado
Bab Agnaou

Bab Agnaou (em árabe: باب اكناو) é uma das 19 portas de Marraquex

Adicionar a lista de desejos
Estive aqui
Visitado
Bab er Robb

Bab er Robb (Arabic باب الرب) is a southern gate exit to the city o

Adicionar a lista de desejos
Estive aqui
Visitado
Mesquita Cutubia

Coordenadas: 31° 37' 26' N 7° 5

Adicionar a lista de desejos
Estive aqui
Visitado
Museu de Marraquexe

O Museu de Marraquexe é um museu istalado no Palácio Mnebbi, na c

Adicionar a lista de desejos
Estive aqui
Visitado
Qubba Almorávida

Coordenadas: 31° 37' 53.4' N 7° 5

Similar atrações turísticas

Ver todos Ver todos
Adicionar a lista de desejos
Estive aqui
Visitado
Palacios nazaríes

Les palais nasrides constituent un ensemble palatin destiné à la vie d

Adicionar a lista de desejos
Estive aqui
Visitado
Palácio Dolmabahçe

O Palácio Dolmabahçe (em turco Dolmabahçe Sarayı) é um edifício local

Adicionar a lista de desejos
Estive aqui
Visitado
Monplaisir Palace

The Monplaisir Palace is part of the Peterhof Palace Complex, Russia.

Adicionar a lista de desejos
Estive aqui
Visitado
Laxenburg castles

Laxenburg castles are imperial palaces and castles outside Vienna, in

Adicionar a lista de desejos
Estive aqui
Visitado
Quinta da Regaleira

O Palácio da Regaleira é o edifício principal e o nome mais comum do

Veja todos os lugares semelhantes