Mesquita de Amr ibn al-As

A Mesquita de Amr ibn al-As (em árabe: جامع عمرو بن العاص), também chamada de Mesquita de Amr, foi originalmente construída em 642, como o centro da recém-fundada capital do Egito, Fustat. Foi a primeira mesquita construída no Egito e, por extensão, a primeira mesquita no continente da África.

A mesquita foi erigida no local onde o comandante do exército conquistador, o general Amr ibn al-As montou a sua tenda. Um dos cantos da mesquita contém o túmulo de seu filho, Abd Allah ibn 'Amr ibn al-'As. Devido à extensa reconstrução ao longo dos séculos, nada do edifício original permanece, mas a mesquita reconstruída é um marco histórico importante, e pode ser visto no que hoje é conhecido como o "Velho Cairo". É uma mesquita ativa com uma congregação devota, e quando as orações não estão ocorrendo, é aberta a visitantes e turistas.

Localização

Segundo a tradição, o local original foi escolhido por um pássaro. Amr Ibn al-As, por ordem do califa Omar, foi o primeiro conquistador árabe do Egito e em 641, antes que ele e seu exército atacassem a cidade de Alexandria (na parte noroeste do delta do rio Nilo), Amr montou sua tenda no lado leste do rio, na parte sul do delta.[?]

Conforme a lenda, pouco antes de Amr partir para a batalha, uma pomba pôs um ovo na sua tenda. Quando Amr voltou vitorioso, ele escolheu o site da pomba do ovo sagrado para a nova capital,[?] e fez dele o centro de sua nova cidade, Fustat, ou Misr al-Fustat , "Cidade das Tendas". Posteriormente, a Mesquita de Amr foi construída no local da sua tenda.

Estrutura

A planta original era um simples retângulo, de 29 metros de comprimento por 17 metros de largura. Era um galpão baixo construido com pedras e tijolos de barro, com colunas feitas troncos de palmeira, e coberto por um telhado de madeira e folhas de palmeiras, sendo o chão de cascalho. Nestas primeiras mesquitas havia poucos requerimentos a serem obedecidos, e mesmo os minaretes não eram essenciais, a única indispensável exigência era que fosse orientada em direção de Meca No interior do edifício a orientação para Meca não foi marcada por um nicho côncavo, como seria em todas as mesquitas posteriores, em vez quatro colunas foram usadas para apontar a direção de Meca, e foram inseridas na parede de qibla. A mesquita era grande o suficiente para fornecer espaço de oração para o exército de Amr, e não possuía outros adornos.

Foi completamente reconstruída em 672 por Muawiya, que acrescentou quatro minaretes a cada um dos cantos da mesquita e dobrou sua área de tamanho. A adição desses minaretes permitiu que a chamada para a oração fosse ouvida em toda a cidade, e nas outras mesquitas próximas. Esta adição foi provavelmente inspirada na Grande Mesquita de Damasco.

Abd al-Aziz ibn Marwan acrescentou uma extensão na mesquita em 698 e mais uma vez dobrou área dela. Em 711 um nicho de oração côncavo foi adicionado para substituir o nicho plano. Em 827, Abd Allah ibn Tahir fez mais adições à mesquita e alguns anos depois, o califa abássida Al-Mamun, acrescentou uma nova área, no lado sudoeste, aumentando as dimensões da mesquita de 120m por 112m, sendo ampliada para o seu tamanho atual. Esta tinha sete corredores novos construídos, paralelos à parede da qibla. Cada corredor tinha uma arcada de colunas, com a última coluna em cada linha ligada à parede por meio de uma peça de madeira (arquitrave) esculpida com um friso. Naquela época, a pequena mesquita de lama não é mais que uma memória distante: as paredes eram de pedra e agora os troncos de palmeira tinham sido substituídos há muito tempo por colunas de mármore.

A única parte da antiga estrutura da mesquita, que ainda pode ser vista, são algumas das arquitraves ao longo da parede sul da mesquita. Estas foram provavelmente adicionada durante a reconstrução no ano de 827.

Em 1169, Fustat foi deliberadamente queimada por ordem do vizir Shawar, para evitar que a cidade ao ser tomada pelos exércitos cruzados chefiados por Amalrico I rei de Jerusalém, fosse utilizada como base logística deles, fazendo com que o centro do poder se deslocasse para o norte, onde uma nova cidade tinha sido fundada alguns anos antes.

Após os cruzados serem expulsos, e o Egito conquistado pelo exército de Nur al-Din, Saladino assumiu o poder, reconstruindo a mesquita em 1179.

No século XVIII um dos líderes dos mamelucos, Murad Bey destruiu a mesquita por causa da dilapidação e a reconstruí em 1796, antes da chegada de expedição francesa ao Egito liderada por Napoleão. Mourad diminuiu o número de fileiras de colunas e alterou a orientação dos corredores para torná-los perpendiculares à parede da qibla. Foi também provavelmente nesta altura que os remanescentes correntes minaretes foram adicionados.

No século XX, durante o reinado de Abbas II do Egito, a mesquita passou por outra restauração, sendo partes da entrada reconstruídos em 1980.

Referências

Bibliografia

  • Creswell, K.A.C. 1940. Early Muslim Architecture, vol. II. Oxford University Press. Reimprimida por Hacker Art Books, New York, 1979.

Ligações externas

O possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre '

Nota

  • Texto inicialmente baseado na tradução dos artigos «Mosque of Amr ibn al-As» na Wikipédia em inglês (acessado ) e «» na Wikipédia em (erro: código de língua 'Mosquée Amr ibn al-As' não reconhecido!).
Listado nas seguintes categorias:
Publicar um comentário
Dicas e Sugestões
Abdullah Zayed
9 de janeiro de 2017
The place where I forget myself with the calm, faith, beauty, greatness and many other things that felt not described ❤❤❤
sherin Gomaa
15 de marcha de 2017
The mosque is nice , however the force to donate to take ur shoes is weird, prepare a two pounds or something
Amgad Muhammad
18 de september de 2014
It's probably the first mosque to be built in Egypt and by extension Africa. Check the different Me7rabs
Ahmed Elaghoury
3 de august de 2012
By metro: mar giirgis, by corniche: enter malk saleh by car, walk from kenwood. By salah salem: take seket elkhayla
Abdullah Albaiz
2 de november de 2019
المنطقة المحيطة بالمسجد اسمها الفسطاط من أفقر أحياء مصر حسب ما رأيت, ما اعرف مسجد غيره لايوجد فيه ضريح. جنوب الفسطاط توجد أحياء مسيحية ويهودية ومعابد وكنائس أيضا, تستحق الزيارة.
Hatem Aljumaiah
12 de janeiro de 2018
معلم من معالم الإسلام في مصر بل هو أول مسجد في مصر بل في أفريقيا كلها
8.7/10
Moattaz Badawi e 2 391 mais pessoas estiveram aqui
Mapa
0.1km de Ahl Al Raya, Misr Al Qadimah, Cairo Governorate, Egito Obter instruções
Mon Noon–9:00 PM
Ter 11:00 AM–6:00 PM
Wed 11:00 AM–6:00 PM
Thu 11:00 AM–7:00 PM
Fri 11:00 AM–9:00 PM
Sat 11:00 AM–5:00 PM

Amr Ibn Al Aas Mosque em Foursquare

Mesquita de Amr ibn al-As em Facebook

Hotéis nas imediações

Ver todos os hotéis Ver todos
Marriott Mena House, Cairo

de partida $247

Four Seasons Hotel Cairo at The First Residence

de partida $180

Grand Nile Tower

de partida $119

Four Seasons Hotel Cairo at Nile Plaza

de partida $220

Swiss Inn Nile Hotel

de partida $29

Hor Moheb Hotel

de partida $31

Vistas nas proximidades recomendados

Ver todos Ver todos
Adicionar a lista de desejos
Estive aqui
Visitado
Fortaleza de Babilónia (Cairo)

Coordenadas: 30° 0' 22' N 31° 1

Adicionar a lista de desejos
Estive aqui
Visitado
Museu Copta

Coordenadas: 30° 0' 6' N 31° 2

Adicionar a lista de desejos
Estive aqui
Visitado
Giza Zoo

The Giza Zoo is Egypt's largest zoological garden. Located in the

Adicionar a lista de desejos
Estive aqui
Visitado
Mosque of Ibn Tulun

The Mosque of Ahmad Ibn Ţūlūn (Arabic: مسجد أحمد بن طولون‎) is l

Adicionar a lista de desejos
Estive aqui
Visitado
Mohamed Mahmoud Khalil Museum

The Mohamed Mahmoud Khalil Museum is a museum in Greater Cairo, in

Adicionar a lista de desejos
Estive aqui
Visitado
Al-Gawhara Palace

Al-Gawhara Palace (Qasr al-Gawhara), also Bijou Palace, is a palace in

Adicionar a lista de desejos
Estive aqui
Visitado
Mosque of Muhammad Ali

The Mosque of Muhammad Ali Pasha or Alabaster Mosque (Arabic: مسجد محم

Adicionar a lista de desejos
Estive aqui
Visitado
Mosque-Madrassa of Sultan Hassan

The Sultan Hassan Mosque is considered stylistically the most compact

Similar atrações turísticas

Ver todos Ver todos
Adicionar a lista de desejos
Estive aqui
Visitado
Imam Husayn Shrine

The Shrine of Husayn ibn ‘Alī (Arabic: مقام الامام الحسين‎) is

Adicionar a lista de desejos
Estive aqui
Visitado
Imam Ali Mosque

The Imām ‘Alī Holy Shrine (العربية. حرم الإمام علي), also known as

Adicionar a lista de desejos
Estive aqui
Visitado
Mesquita do Sheikh Zayed

A Grande Mesquita do Sheikh Zayed (árabe: جامع الشيخ زايد الكب

Adicionar a lista de desejos
Estive aqui
Visitado
Masjid al-Qiblatayn

The Masjid al-Qiblatayn (Arabic: مسجد القبلتين‎, lit. 

Adicionar a lista de desejos
Estive aqui
Visitado
Omar ibn al-Khattab Mosque

The Mosque of Omar Ibn al-Khattab (Arabic: مسجد عمر بن الخطاب&#

Veja todos os lugares semelhantes